BU Pet leva grupo do Brasileish para visitar a fábrica em Juatuba

No dia 11/11 a BU Pet da Ceva levou o grupo de veterinários do Brasileish para visitar a fábrica em Juatuba e conhecer como a Leish-Tec é produzida e saber mais sobre a única vacina contra a Leishmaniose Visceral Canina no Brasil.

O grupo Brasileish é uma associação de caráter científico formada por veterinários, sem fins lucrativos, dedicada à pesquisa e orientação ao manejo clínico de Leishmaniose em animais na Medicina Veterinária do Brasil. Todos os anos acontece em Belo Horizonte o Simpósio Internacional de Leishmaniose Visceral Canina, organizado pelo Brasileish e a Ceva foi uma das patrocinadoras do simpósio que aconteceu nos dias 9 e 10/11.

No dia seguinte ao simpósio, a Ceva levou o grupo para Juatuba e lá eles puderam conhecer a planta de produção da vacina Leish-Tec e saber mais informações sobre a vacina e sobre a Ceva com as palestras do diretor da BU Pet Leonardo Brandão, o gerente técnico Claudio Rossi e com Otto Mozer e Ana Paula do P&D de biológicos.

A visita foi muito positiva para estreitar o relacionamento com os veterinários do grupo, mostrar as informações sobre a Leish-Tec e sanar possíveis dúvidas.

A Leishmaniose Visceral Canina é uma doença que pode ser transmitida aos cães através da picada do mosquito palha infectado,  não tem cura parasitológica e pode ser fatal. Por isso, a Ceva trabalha com o conceito Double Defense ou seja, Dupla Defensa para prevenção dessa doença com o uso da vacina Leish-Tec e o repelente tópico Vectra 3D.

Congresso Medvep

Congresso Medvep

Evento apresentou as novidades do mercado pet e reuniu Médicos Veterinários para o congresso de especialidades.

A Ceva Saúde Animal esteve presente na 5ª edição do Congresso Medvep, um dos maiores eventos de medicina veterinária da América Latina. A feira aconteceu em paralelo ao Congresso Medvep de Especialidades Veterinárias, que reúniu especialistas de todo o país para debater novas tecnologias/soluções do segmento. Os eventos aconteceram em Curitiba de 23 a 25 de julho.

“O Medvep é um evento importante do segmento, por isso estamos muito felizes em participar de mais uma edição apresentando as novidades desenvolvidas para o bem-estar dos animais”,afirma a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

Os visitantes conheceram os produtos e soluções com tecnologia exclusiva desenvolvida pela Ceva Saúde Animal. Além de apresentar os produtos de toda a linha, foi trabalhado os produtos foco da empresa, como o Adaptil, Feliway, Cardalis, Leish-tec e Vectra 3D.

No total foram reunidos mais de 5.400 visitantes durantes os 3 dias de feira e congresso.

Leishmaniose Visceral Canina: Como proteger os cães?

Leishmaniose Visceral Canina: Como proteger os cães?

A vacinação dos cães e o uso de produtos repelentes é a melhor estratégia para proteger os cães.

Com alto poder endêmico, a leishmaniose está presente em todo o território nacional. Dados indicam que anualmente mais de três mil pessoas são infectadas pela zoonose, além de um número incontável de cães. Estima-se que cada caso humano equivale a cerca de 200 cães infectados.

A patologia tem como vetor a Lutzomyia longipalpis, popularmente conhecida como mosquito palha. No ciclo urbano da patologia, o vetor infectado pica os cães e os utiliza como reservatórios, o que aumenta o risco de transmissão para os humanos.

Para combater os avanços da enfermidade, a prevenção é imprescindível.
“A melhor forma de prevenção da leishmaniose visceral canina é proteger os cães com o uso de vacina e repelente”, afirma a Médica-veterinária e Gerente de Produtos da Unidade de Pets da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

Esse, é o principal desafio imposto para o controle da zoonose, pois a contaminação ocorre de forma silenciosa. Em muitos casos, os cães demoram para manifestar os sintomas da doença. Entre os sinais apresentados estão problemas dermatológicos, como alopecia, úlceras, descamações, feridas com difícil cicatrização e hiperqueratose, especialmente, no focinho, ao redor dos olhos e nas orelhas. O crescimento anormal das unhas (onicogrifose) também é comum.

“Além dos sinais clínicos visíveis, a enfermidade não tem cura e traz uma série de complicações para o cão, e dependendo da evolução do quadro clínico, o animal pode ir a óbito”, explica Priscila.

Por apresentar sinais clínicos inespecíficos, similares ao de outras patologias, a confirmação do diagnóstico de leishmaniose envolve a realização de testes sorológicos e parasitológicos.

Para ajudar na prevenção da Leishmaniose Visceral Canina, a Ceva Saúde Animal desenvolveu o conceito Double Defense, que visa a proteger os cães contra o vetor transmissor e o patógeno causador da doença.

Para isso, a empresa une a ação de dois produtos exclusivos, a Leish-Tec, única vacina recombinante do mercado contra a leishmaniose visceral canina, e o Vectra 3D, uma formulação sinérgica inovadora (Dinotefuran, Permetrina e Piriproxifen), que repele o flebótomo transmissor da leishmaniose, além de proteger contra pulgas e carrapatos.

“O uso combinado dos produtos protege os cães contra a leishmaniose atuando por fora e por dentro, evitando a picada do vetor (Vectra 3D) e agindo contra o agente (Leish-Tec). Por isso, o conceito Double Defense é uma ferramenta estratégia para a prevenção dos cães”, finaliza Priscila.

 

Sobre a Ceva Saúde Animal

 

A Ceva Saúde Animal é atualmente a 6ª maior empresa de saúde animal do mundo, presente em mais de 110 países tem sua atuação focada na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia, e produção (bovinos, suínos, equídeos e aves). Mais informações disponíveis no site: www.ceva.com.br

 

Ceva Saúde Animal estará na Pet South America

Ceva Saúde Animal estará na Pet South America

Empresa apresentará os diferenciais da Linha Feliway, desenvolvida com exclusividade para os felinos

 

A Ceva Saúde Animal estará na Pet South America 2018, uma das maiores feiras do segmento Pet, que reúne soluções para nutrição e saúde dos animais domésticos. No evento, a empresa apresentará sua linha exclusiva para o bem-estar dos felinos, a Feliway, composta por três produtos: Feliway Classic, Feliway Friends e Feliscratch.

Feliway Friends

Feliway Friends foi desenvolvido para auxiliar na convivência harmônica em casas com dois ou mais gatos. O produto é um análogo sintético do odor materno felino e, quando presente no ambiente, auxilia no relacionamento dos felinos, por diminuir a frequência e intensidade dos conflitos entre os gatos que vivem juntos.

Comercializado em duas versões: Kit Inicial (Difusor + refil elétrico) e Refil com 48 mil, Feliway Friends não possui contraindicações e é espécie-específico, somente os gatos conseguem detectar o odor no ambiente.

Feliscratch

Com o objetivo de resolver um problema frequente em residências com gatos, a baixa frequência de uso do arranhador, a Ceva desenvolveu o Feliscratch, análogo sintético do odor interdigital felino, que auxilia no redirecionamento do animal até o objeto adequado para arranhadura.

Com formulação líquida, o produto possui coloração azul, que mimetiza visualmente as arranhaduras e o odor interdigital felino que atraí os animais para o arranhador.

Feliscratch é comercializado em uma embalagem com nove pipetas de 5ml cada.
O produto deve ser aplicado diretamente no arranhador em linhas verticais conforme protocolo indicado em bula.

Feliway Classic

Já o Feliway Classic, análogo sintético do odor facial felino foi criado para auxiliar na adaptação dos gatos em situações adversas do dia a dia. O produto é recomendado em situações como: mudança de ambiente, chegada de novos membros da família, transporte, ambientes desconhecidos, ruídos altos como eventos e festas e marcação por arranhadura ou urina.

Palestra Cat Friendly

Para fomentar o diálogo sobre ambientes Cat Friendly, a Ceva Saúde Animal também realizará na Pet South America uma palestra especial com o tema: Conceitos e dicas para minimizar o estresse dos gatos em ambientes clínicos ministrada pelo
médico-veterinário, Alexandre G.T.Daniel.

O profissional abordará como adequar o ambiente para torná-lo mais agradável para os felinos durante as consultas clínicas. O evento acontece no dia 22 de agosto para convidados da empresa.

Sobre a Ceva Saúde Animal

A Ceva Saúde Animal é atualmente a 6ª maior empresa de saúde animal do mundo, presente em mais de 110 países tem sua atuação focada na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia, e produção (bovinos, suínos, equinos e aves). Mais informações disponíveis no site: www.ceva.com.br

 

Ceva Saúde Animal marca presença na 1ª Parada Pet

A Ceva Saúde Animal marcou presença no 1º Parada Pet Campinas que aconteceu no último domingo, 25 de junho, no Galleria Shopping em Campinas. O evento reuniu prestação de serviço e diversão para tutores e seus animais de estimação.

O estande da Ceva Saúde Animal foi um dos mais procurados, nele os tutores conheceram produtos da empresa e foram orientados sobre a prevenção da Leishmaniose. “Na última semana, a cidade de Valinhos registrou casos da doença e muitas pessoas que passaram pelo evento não sabiam do assunto. Fomos um ponto de informação para os tutores sobre a importância da prevenção”, afirma a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

O Vectra 3D, formulação sinérgica inovadora, que repele e mata os mosquitos, ajudando a prevenir a Leishmaniose, foi um dos produtos apresentados pela Ceva aos tutores. O efeito repelente do produto para proteger os cães contra os mosquitos se inicia 1 hora após a aplicação e possui duração de 1 mês. “A prevenção contra os mosquitos é muitas vezes negligenciada pelos tutores, porém ela é responsável por prevenir doenças como Leishmaniose e Dirofilariose”, comenta Priscila.

Além de reunir as novidades do mercado de saúde animal, o Parada Pet realizou uma série de serviços gratuitos, entre os números do evento, 1500 animais receberam microchips subcutâneos, 1330 foram vacinados e 200 foram castrados.

“Ficamos muito felizes por fazer parte desse projeto que proporcionou uma série de atividades e serviços com foco no bem-estar dos pets. Além disso, tivemos a oportunidade de orientar os tutores da região sobre a prevenção da Leishmaniose, que é uma das doenças que mais afeta os cães no Brasil”, finaliza Priscila.